terça-feira, 15 de setembro de 2015

Morto

Tem dias que não sei
Parece que não rende
Que fica parado
Encalhado

Dias
Que me fazem
Querer correr
Correr atrás
Atrás dos sonhos
Do tempo perdido
Da vida
E seus encantos

Banir o tédio
Daqueles dias parados
Trazer vida
A tudo que parecia estar morto

Gabriela Devaneios

6 comentários:

  1. As vezes me sinto assim... Lindo poema!

    ResponderExcluir
  2. Ola amiga as vezes me sinto assim correndo do tempo ou correndo ateas do tempi e oensando nos meus sonhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também Regina Lopes, muito obrigada pelo seu comentário e visita aqui no blog!!! Beijos

      Excluir
  3. Adorei, muito bom :)
    http://omundode-marina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Marina!!! Também adorei o seu blog!!! Beijos Gabi

      Excluir