domingo, 11 de dezembro de 2016

Aniversário

Hoje quando soprei as velinhas
pedi mais amor
pedi compaixão

pedi o fim das guerras
pedi respeito
pedi que todos tenham direito a um lar

as pessoas não precisam de esmolas
precisam de acesso a educação, saúde
precisam de oportunidades
precisam de um mundo melhor
mais digno e justo
pedi igualdade

fechei os olhos e rezei
pedi força
pedi coragem
pedi o fim da maldade
pedi o fim da ganância
pedi o fim da impunidade
pedi justiça
pedi honestidade.




Gabriela Devaneios

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Irmã

Eu te amo
sinto a sua dor no meu peito
você não reclama
não foge dos problemas
enfrenta, com garra
se aperta, faz milagre
cria 3 filhos, sobrevive

se recria, no meio de tantas dificuldades
eu te admiro
não sei se teria toda essa tua força
mulher deslumbrante
no meio de tanta miséria

Sei quanto sofrida é a sua vida
a sua história
a sua luta diária
certa é você
que coloca a educação dos seus filhos em primeiro lugar


Gabriela Devaneios



















Triste Realidade

Sinto saudades
da inocência
da bondade
do bem querer

Difícil ver o mundo hoje
no que ele se tornou
tanta maldade
tanta ganância
covardia

Algumas pessoas, como podem?
Tirar proveito
não se importar
no que aquela ação  pode causar
o mal que ela pode trazer

Dói saber que o outro não tem valor
se não tem nada pra oferecer


Gabriela Devaneios



quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Existir

Deixar de existir
É algo que me aflige
Sinto tanta falta dos que partiram
A vida é surpreendente
Pensamos que não somos capazes de viver sem eles
E vivemos

Sobrevivemos as perdas, as dores, a saudade
Seguimos em frente
Uma força natural que nos move
Mesmo quebrados, despedaçados
Vivemos

Tantas vidas se cruzam
Se desencontram
Se unem
Se desligam

É duro saber que uma hora acaba
todos planos, projetos
As pessoas queridas
Tanto a fazer
Uma vida inteira interrompida

Viver
pra sempre
seria perfeito?


Gabriela Devaneios




sábado, 16 de julho de 2016

Sangue

Violência
devasta
inocentes

pura
crueldade
tanto sangue derramado

Famílias ceifadas
corações partidos
dor que não cessa

Como pode
 existir um ser
capaz de tanta maldade?

Gabriela Devaneios






sexta-feira, 8 de julho de 2016

Desejo

quero
ter
você
aqui
comigo

seu olhar
seu sorriso
me desestabiliza

nesse
momento
só penso
em
você

perco a concentração
perco o juízo
perco os sentidos

como
você
mexe comigo

Gabriela Devaneios





Ainda sonho

Sabe
aquela vontade
de ser
de fazer
ela ainda está aqui

vontade de ganhar
de chegar
de fazer acontecer

como é bom sonhar
acreditar
planejar

ter aquele olhar
esperar
lutar
e no momento certo
conquistar

para sonhar
basta acreditar
não se abalar
com os contratempos
amar
cada conquista


Gabriela Devaneios